quarta-feira, 12 de outubro de 2016

terça-feira, 19 de abril de 2016

 
 
 
 
de dois tipos
sao os homens
 
o primeiro
seria
o segundo
pode
 
quem existe
seria
mas tarda
 
quem pode
ilude-se
existe menos
 
quantas palpebras me separam do seu sonho?
 
se diz
quando eh
ensurdece
 
modera-se
 
quem seria
nao pode ser
 
quanto ateh suas palpebras?
 
realiza
de graça
num fosse
de paz
o que me desse
ser
 
seja
a solidao
estrangeira
 
 
 
tatoquasenada
 
 
 

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016



              !
              !      desurdo–to
              !        (exorciza)
              !
              !
              !
                                pnJ





quisera
ter sido
alma que explodisse
tocada
logo inteira
pra fazer
espirito novo
com o senhor
andando livre
sorriso na cara
o reino
em cada esquina..

desconfiança
eh o olhar
do acusador.

pai eterno
desurde
minhas palavras
raspa os cantos
cada fiapo
ainda colado
esse espirito
que se agarra
e tenta
sofrer
por mim
atrasar
meu gozo
silencioso
minha felicidade
sem justificativa
minha economia.. pnJ




quinta-feira, 14 de janeiro de 2016








por favor, finja que nao saiba..







a mente
o espirito
codifica-se
a imortalidade
a ilusao do tempo
imaginam-se
eternidades
breves

nao chega
a ser afronta
em seu abismo
a alma
dos vivos
todas
resumem
o poder
e o homem
como o fogo
a consumir
ateh extinguir-se




o corvo depois da minha lingua.





terça-feira, 8 de dezembro de 2015




se for job eu nao vou
abandona de vez
nao simule proposta que indique meu descompasso
a necessidade de ajuste para tempos ainda mais cinicos..


deveria inserir um que de geraçao slash na minha configuraçao
algo do seu glamour vampiresco nesta falta de nicho social?
nao ha atualizaçao no que se preve desde o dracula
nao serei um condenado a agradar por todas as vias...


exijo antes beneficios extras pelo respeito vencido
pela fixaçao de normas egocentricas..
sou autodidata em reflexologia
sei que nada resulta de nos mesmos.



photo by julia fullerton-batten